MULHER PODEROSA - CONHECENDO O EMPRESÁRIO - Por Nívio Terra

Imprimir

Já posicionei o empresário dono

e o

empresário contratado, que é o

executivo.

Para a missão que estou propondo à Mulher, entendo conveniente retratar a individualidade dessa pessoa chamada por

empresário,

cuidando das peculiaridades usuais e encontradiças, sob o ângulo sociológico.

Conhecendo-as, poderá interpretar os seus gestos.

Repito, igualo os dois tipos:

o empresário dono da empresa e o empresário contratado.

Este ocupante de posição privilegiada

na gestão da organização e que, em certo momento, se compromete em tudo, como se fora o dono.

E a ambos atribuo a qualidade de

empreendedor, dirigente criativo, vivaz, sempre produzindo mais do que se espera.

Para facilidade de compreensão comparo a vida do

empresário dono

à figura monumental de uma pirâmide.

Em certo momento, tem a ideia do negócio, procura o cliente; obtém o pedido, prepara o produto ou o serviço,

faz a entrega, cobra o preço.

Está na base da pirâmide, sozinho, como sócio ou outro companheiro de trabalho.

Pode ter a cooperação da Mulher, especialmente quando está só, mas nem sempre em uma verdadeira integração.

À medida que o empresário cresce vai contratando auxiliares: vendedor, mocinha fazendo às vezes de secretária, contador

interno e vai galgando os patamares superiores da pirâmide. Chega a convocar profissionais de alto nível.

Talvez contrate advogado, criando um departamento jurídico interno, para decifrar os meandros jurídicos e, porque não,

trazer certo prestígio.

Num estágio mais adiantado, a Mulher talvez já não precise mais

ajudá-lo diretamente.

Ele e ela não sentem a necessidade. A Mulher passa para o mister de administradora do lar, alguma segue sua vocação empreendedora.

O Homem (seu) alça grandes voos, está num patamar bem alto da pirâmide empresarial.

Contra tudo e contra todos,

vai desenvolvendo a sua biografia de durão, dirigente rígido, por muitos tido e mantido como insensível!

Na realidade essa pessoa que criou o negócio, outrora denominado

fundador e, na atualidade, empreendedor,

merece um elogio todo especial,

pois partindo do nada atingiu os píncaros da vida empresarial, sendo intensamente reconhecido na sociedade, mas nem sempre pela sua família.

Continuando esta explanação, saliento que a diferença entre o empresário dono e o

empresário contratado ou executivo

é que este já encontra a empresa em funcionamento, ou iniciou a sua vida profissional numa função menor e foi crescendo.

E ele, executivo, precisa agir na gestão como se fora dono, como condição primária para o seu progresso pessoal e funcional.

Nesse momento da sua vivência, o empresário dono ou o executivo,

frente à grandiosidade do negócio que dirige,

se sente sozinho!

E, nesse momento crucial da sua vida empresarial,

mesmo sem pedir,

necessita do apoio, expressivo e atuante, da família,

representada especialmente por quem ele mais ama, a sua

Mulher!

(*) Trecho parcial do livro:

“MULHER PODEROSA. COMO AJUDAR

TAMBÉM NO SUCESSO

DA EMPRESA DO HOMEM (SEU)”,

que um dia talvez venha a ser publicado.

Nívio Terra, o Autor

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 MULHER PODEROSA - CONHECENDO O EMPRESÁRIO - Por Nívio Terra - Joomla