SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA OCUPACIONAIS I - Udujarde Tárraga (*)

Imprimir

Udujarde Tárraga (*)

Sucesso nos negócios é apenas uma questão de sorte.
Pergunte a qualquer fracassado.
Earl Wilson, jornalista norte-americano.
O cumprimento de certas regras facilita o trabalho do
empresário e/ou do executivo empreendedor.
Nívio Terra, advogado, consultor pessoal e coaching paulista.

Este artigo visa alertar o empresário a questões relacionadas com a administração da segurança e medicina do trabalho.

Para facilitar a reflexão, dividimos a matéria em dois tópicos:
I – As ocorrências e
II – A terapia

--------------------------------------------------------------------------------

I – As ocorrências.

A sorte nem sempre está ao lado, donde a chamada de atenção para o que acontece, não somente com os outros. Fatos ditos imprevisíveis, na verdade são oriundos de falta de cuidados técnicos.

Não é incomum um grande empresário ou um excelente executivo, geradores de imensos bons resultados, serem surpreendidos por despesas extraordinárias, além de homéricas dores de cabeça, de origens tão simples e minúsculas, mas que acabam por deitar por terra boa fatia dos lucros, com indenizações, honorários advocatícios, além de brigas com sindicato, suas conseqüências e conseqüentes dores-de-cabeça e sensação de culpa.

Foram surpreendidos por acidentes fatais, invalidez ou doenças ocorridas dentro de sua empresa, que nenhuma apólice de seguro será capaz de resolver inteiramente, além de a empresa ficar “marcada” para sempre, dependendo da gravidade e repercussão da ocorrência.

Na maioria das vezes, os ocupantes de topos de pirâmides, mesmo que segmentados à área de recursos humanos, preocupados em selecionar, recrutar e manter grandes talentos, esquecem-se ou não têm tempo para dedicação a coisas qualitativamente de aparências menores, porém enormes em diversificação e quantificação, geralmente insertas em emaranhados de leis, regulamentações e, o mais importante, em um mar de procedimentos, a cujas técnicas são leigos.

Com tanta ocupação dentro daquilo que sua esmerada formação o qualificou, este empresário, ou este executivo, nunca tiveram tempo para sequer ouvir detidamente os subordinados lotados alguns degraus abaixo do topo da pirâmide. E são nestes degraus que as coisas acontecem ou são detectadas para efeitos preventivos.

A telefonista entrou com uma ação contra a empresa, alegando perda auditiva de tanto atender a central telefônica. A faxineira obteve longa licença médica para tratar dermatites de suas mãos, devido à utilização de produtos de limpeza. O motorista ficou paraplégico em um acidente com o veículo em um breve momento que sofreu um pequeno descompasso encefálico ou uma leve disritmia. O pintor precisou licenciar-se para tratar de uma anemia profunda, provocada pelo odor dos insumos que utiliza em seu trabalho. O soldador obteve séria lesão pulmonar, de tanto aspirar poeiras e névoas. Os usuários do restaurante da empresa adquiriram hepatite, herdada de seqüelas do cozinheiro, que também havia tido alguns anos atrás. Um auxiliar de serviços gerais quase morreu porque um artefato qualquer caiu sobre sua cabeça quando ajudava regular uma máquina. Outro colega seu quase teve um pé amputado por ter pisado em um objeto pontiagudo. E o eletricista teve que ficar dois meses em casa, até que as várias fraturas que sofreu em uma queda desaparecessem.

Acontecimentos dessas espécies são capazes de colocar a melhor empresa em má situação junto à sua comunidade e junto aos Órgãos Públicos, além de sangrar suas finanças e ferir sua reputação.

E não há solução? Na segunda parte deste artigo trataremos da terapia que deve ser utilizada para evitar essas catástrofes, algumas parecendo de pouca monta, mas que sempre levam a apreciáveis prejuízos.

Durante esta pausa, empresários e executivos meditem sobre os tristes eventos relatados. Que tal evitá-los nas suas empresas?

(*) Udujarde Tárraga - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. - é sócio-diretor de
SEMETRA-SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO S/C LTDA.
Visite www.semetranet.com.br para obter, gratuitamente, todas as NRs na íntegra.
(Você já leu? Chegou no dia03/12/01) 
--------------------------------------------------------------------------------
COPIE, MAS CREDITE O AUTOR E A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
--------------------------------------------------------------------------------

 

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA OCUPACIONAIS I - Udujarde Tárraga (*) - Joomla