Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários - 16 - O NÃO Transitando pelo TALVEZ para Alcançar o SIM

Imprimir
Categoria: E-book

O NÃO TRANSITANDO PELO

TALVEZ PARA ALCANÇAR O SIM

O não sem pensar é uma das palavras mais trágicas que conheço. Com base nela muitos empreendimentos nem se iniciam, outros fracassam, espalhando ressentimentos ou desgraças pelo mundo afora.

Sempre achei que a indevida utilização desse verbete é um fator de atraso tecnológico. Com ele não teríamos chegado à lua.

O não é o oposto da invenção que é a mãe da necessidade. Jared Diamond.

Seria defensável seu uso por Adão, rejeitando a maçã ofertada por Eva. E, mesmo assim, ainda restaria alguma dúvida, pois, sem o pecado o que seria da virtude?

Lair Ribeiro explica a origem e consequências do não, com clareza irrepreensível:

Nossa estrutura nos torna autocríticos demais. Em uma pesquisa com crianças entre três e quatro anos, nos Estados Unidos, os cientistas colocaram um microfone atrás de suas orelhas e gravaram o que ouviam durante 24 horas. A partir dos dados obtidos conclui-se que, desde que nasce até completar oito anos, uma criança recebe aproximadamente 100 mil nãos!!!. “Não faça aquilo”. “Não ponha a mão aqui”...............

O que acontece, então, com o nosso cérebro, diante de tantas negativas? Vai criando limitações, para que possamos nos sentir aceitos pelos nossos pais e pela outras pessoas.........

E a própria raça humana, como um todo, não se desenvolve o quanto poderia.

Entre os sócios ocorre o mesmo. Uma das causas das discussões se dá exatamente pelo uso excessivo da negativa.

É frequente a recusa de um deles examinar uma nova fórmula do produto, a alteração na sistemática de venda e coisas tais, ou vir algum outro gaiato filosofar afirmando que em time que está vencendo não se mexe.

Catalogo esse negativismo como:

– exagerado conservadorismo;

– instinto medroso de auto conservação;

– preguiça de pensar,

ou qualquer outro qualificativo a atrasar o desenvolvimento da empresa.

Akio Morita conta na sua autobiografia, Made in Japan, que teve de lutar muito, em sua própria empresa, contra o descrédito em relação ao lançamento do walkman, o toca-fitas portátil que se tornou o grande sucesso da Sony.

É certo que nem tudo deva ser aceito sem pestanejar. Não. (Aqui, vale). Mas deve, em primeiro lugar, ser ouvida a proposta novidadeira; ato seguinte, a sua análise para aceitação ou debate visando uma eficaz e correta deliberação.

A criatividade consiste em descobrir o desconhecido.

Atitude diversa cria má vontade daquele associado mais criativo e que deve existir na empresa.

O não irrefletido deve transitar pela reflexão talvez para se alcançar o sim, quando se vislumbre o progresso da organização.

RESUMO DO TEMA

O NÃO TRANSITANDO PELO TALVEZ PARA ALCANÇAR O SIM

O NÃO sem pensar é fator de atraso tecnológico

Entre sócios é usual o NÃO

Origem: exagerado conservadorismo, instinto medroso de auto conservação, preguiça

de pensar

O NÃO irrefletido deve transitar pela reflexão do TALVEZ para se alcançar o SIM,

quando se vislumbre o progresso da organização.

------------

Próxima edição:

Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários – 17 – 11/03/2012

- Você sabe o que é pró-labore, honorários e distribuição de lucro?

Período de publicação: a partir de 11 de março de 2012

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários - 16 - O NÃO Transitando pelo TALVEZ para Alcançar o SIM - Joomla