Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários - 14 - Nascimento da Sociedade para Negócios

Imprimir
Categoria: E-book

NASCIMENTO DA
SOCIEDADE PARA NEGÓCIOS

Através dos diversos TEMAS deste livro, transmito alguns dos atos e atitudes básicas para o progresso de uma sociedade, desde a sua constituição e para o futuro, quando se tornar necessário cuidar da continuidade da empresa e/ou sucessão dos fundadores.

A professora de história da Universidade Estadual Paulista (Unesp/Franca) Ida Lewkowics refere-se, com desenvoltura, ao estudo sobre a família paulista, comentando o livro de Carlos de A. Prado Bacellar, e diz, aqui resumidamente,

Carlos Bacellar serviu-se de algumas fontes semelhantes (a outros historiadores) para expor as estratégias de casamentos e alianças familiares usadas para preservação e incremento de linhagens e fortunas, mostrando como se organizava a família paulista dentro das normas legais.

.............................

Analisa heranças e genealogias para demonstrar que famílias detentoras de fortuna desenvolveram estratégias que visavam à ampliação dos bens materiais, optando por matrimônios consanguíneos ou não, dependendo da disponibilidade de prováveis cônjuges.

Quem desejar apreender como formar união do tipo descrito, seja lá qual for o fim pretendido, encontrará ótimas lições nessa obra e em outras similares.

Para a exposição peculiar aqui desenvolvida, continuo no momento histórico atual, valendo indagar como surge uma empresa para negócios.

Não existe fórmula única de como se cria uma organização. Também não consegui, ainda, encontrar um cálculo válido de qual o tempo conveniente para ser concebida.

Para os efeitos por mim pretendidos, utilizarei o sistema mais comum e, talvez, o menos pretensioso de como se chegar à sua formação.

No início, o elemento aglutinador, achando-se competente e tendo em mãos o que entende ser um bom produto – serviço ou mercadoria –, procura entre seus amigos, familiares ou no local de estudos, uma ou mais pessoas, visando escolher as que formarão consigo o grupo necessário para realizar o negócio, muitas vezes ainda em fase embrionária.

Nesse estágio nem sempre está pensando como irá usá-lo.

Ele nem sabe o que caberá ao outro fazer. E será mais um só, ou do empreendimento participarão vários outros convidados?

O fundador, usualmente, é o mais vibrante, adjetivando seu futuro empreendimento da melhor forma possível; ou seja, desde logo procura vender sua ideia aos companheiros.

Algumas vezes encontra alguém ainda mais visionário. Aí, então, a coisa pega fogo.

Em outras ocasiões, seu parceiro é comedido, nem tanto sonhador, mas, ainda que sob outro enfoque pessoal, passa a ter vontade em participar do empreendimento.

E, dessa união de personalidades diferentes, vai surgindo a sociedade.

Não importa quantos passem a pertencer ao grupo.

Tenho percebido – mas não é estatística oficial – que essa aproximação se dá usualmente entre três pessoas:

– uma, cuida das vendas,

– outra, da administração e

– uma terceira acompanha a produção, esta no seu sentido mais lato possível.

Mas isso não é importante. Importante é o..., desculpe-me, quase trazia um significativo apelo mercadológico para cá.

Continuando; a raiz está brotando; um caos pensado e transformado em negócio para ganhar dinheiro começa a se mostrar.

A Lei dos 4Emes, sistemática que criei para demonstrar o desenvolvimento de qualquer projeto, apresenta quatro estágios específicos: a Maturação, momento do nascimento da ideia; a Metodização, tempo de organização desse pensamento; a Materialização, oportunidade em que o ideal sonhado surge no mundo visível e, finalmente, a Melhoração, ocasião em que o produto acabado se aperfeiçoa.

Aplicada a Lei dos 4Emes à sociedade para negócios, ocorre a Maturação como explicado no TEMA Vale a pena ter sócio? A simples ideia, então nascente, passa pela Metodização da sua organização, chegando à Materialização do intento final, a EMPRESA, podendo ocorrer, a partir de então, a Melhoração, que é seu o aprimoramento.

A empresa-criança nasce e amadurece, penetrando no mundo dos negócios.

O entusiasmo é geral, contaminador. No começo, todos fazem de tudo.

O arrojado se dá ao luxo de limpar a sede, tentar administrar a correspondência; o moderado busca negócios, fazer vendas; tudo, por todos, sempre visando ao bem da nascente empresa, que precisa crescer e ficar forte.

Vale: todos por um, um por todos, ou, a união faz a força.

A frota segue impávida; o porta-aviões cercado dos encouraçados, dos cruzadores...

Cada qual se apoiando no companheiro e, como aquele famoso óleo lubrificante, todos dão o máximo para obterem a força integral do motor criado.

Convém que essa coesão seja aplicada na direção certa. Para tanto, trago valiosos subsídios que foram catalogados por experiente empresário da área da construção civil, e a mim transmitidos, em razão da nossa amizade fraterna, e como incentivador deste livro.

São algumas condições para o sucesso de um negócio, que transcrevo para enriquecer o conhecimento do leitor:

1 – Escolher o negócio essencialmente bom: o bom negócio pode ser mal administrado e, ainda assim, dar dinheiro. O mau negócio não adianta ser bem administrado, porque não dá dinheiro.

2 – O negócio não deve depender de especulação para ter sucesso, e sim de trabalho, criatividade e competência.

3 – O negócio não deve envolver tecnologia sofisticada e instável. (Adendo petulante do Autor: salvo quando os sócios detêm a tecnologia).

4 – O negócio deve envolver atividade ética e que possa ser exercida com dignidade.

5 – O custo do produto do negócio a ser escolhido terá que ser competitivo a nível  internacional, para possibilitar exportações. (Adendo do Autor: se e quando possível).

6 – Gostar do negócio: aptidão dos empresários – donos, prazer em trabalhar no negócio.

7 – Conhecer o negócio e estar entre os melhores na atividade. Ênfase em fazer o que se conhece melhor.

8 – Capitalizar adequadamente o negócio.

9 – Dimensionar o negócio no “tamanho certo”.

10 – Dispor de uma excelente equipe para gerir o negócio. Aperfeiçoar a produtividade através de treinamento das pessoas. Dar autonomia operacional, para encorajar o raciocínio empresarial.

11 – Colocar a alma no negócio: lutar, inovar, copiar, cobrar, recobrar, dormir com os problemas e encontrar soluções.

12 – Simplicidade: evitar sofisticações, descomplicar, reduzir despesas fixas; estrutura leve e ágil.

13 – Humildade: despojamento de vaidade e ostentação. Ir em busca de conhecimentos para melhorar a performance. Não menosprezar oportunidades, não se distanciar das pessoas. Contato contínuo com a clientela.

14 – Criatividade: dar especial atenção à geração de novas ideias que possam melhorar o desempenho e o lucro.

15 – Objetividade: não dispersar a atenção na atividade, concentrando-a exaustivamente nos pontos-chave do negócio.

16 – Gestão: atitude voltada para a ação com controles flexíveis e limitados.

A união dos empreendedores e os cuidados proporcionados pelo estudo dos fins pretendidos levarão o grupo ao SUCESSO.

RESUMO DO TEMA

NASCIMENTO DA SOCIEDADE PARA NEGÓCIOS

Não há fixação prévia de tempo de maturação para formar uma sociedade

A sociedade, usualmente, nasce da união de pessoas componentes de algum grupo

familiar, escolar, ou outro

Da Maturação da ideia, passando pela Metodização das premissas, chega à Materialização

do pensamento e já com envolvimento na Melhoração do produto final, a empresa

No início, o entusiasmo é total, todos fazendo de tudo

Uma liderança de qualidade pode impedir riscos de autodestruição.

------------

Próxima edição:

Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários – 15 – 21/02/2012

- Deliberações na Empresa – Sua Sistemática

Período de publicação: a partir de 21 de fevereiro de 2012

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 Meu Sócio, Meu Amigo – Como Evitar Atritos Societários - 14 - Nascimento da Sociedade para Negócios - Joomla