Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 8 - Requisitos Inerentes a um Sócio

Imprimir
Categoria: E-book

REQUISITOS INERENTES A UM SÓCIO

Há necessidade de existir entre os sócios certa coincidência de propósitos, sempre com debate amplo e franco antes da assinatura do contrato social. Adiante falarei na honestidade de propósitos. Acompanhe-me, caro leitor.

Além disso, um mínimo de diretrizes comuns deve comandar a união para que duas ou mais pessoas resolvam perseguir a mesma meta.

O candidato a uma sociedade necessita inteirar-se de seus próprios sentimentos. Ir a fundo na pesquisa de sua personalidade, cogitando se tem espírito participativo, apreciando debater situações adversas que surjam inesperadamente, até por falta de conhecimento apropriado.

A troca de idéia não lhe aborrece? Ao contrário, é edificante? Sabe transigir e é tolerante com a opinião alheia? Tais características não são incompatíveis com a posição de liderança atribuível ao dirigente. Na verdade, confirmam os predicados do líder e o predispõem a participar de um agrupamento societário.

Por outro lado, é condição imprescindível conhecer aquele com quem se pretenda contratar, verificando se possui as mesmas características acima apontadas.

Cuidado especial deve ser tomado com um introvertido habitual, que costuma ter dificuldades em se relacionar com parceiros, particularmente com os que estão no mesmo nível de autoridade, como é o caso de sócios. Ninguém consegue agradar e atingir a intenção do ensimesmado.

Do indeciso, então, deve-se fugir, eis que a sua falta de firmeza somente embaraços criará ao grupo, pois a função do empresário é decidir, decidir e decidir.

E, tratando-se de um profissional emocionalmente instável, que não deve nunca ter sócio, por estar fadado ao insucesso generalizado, conforme muito bem explicado por um dos ouvidos na Sócio-Pesquisa, precisará ser descartado.

Quero apresentar uma exceção, mas com as devidas precauções. Em certas ocasiões haverá necessidade de ser admitido na sociedade um elemento de personalidade difícil, mas que poderá ser muito útil pelo seu conhecimento técnico. Não será o caso de dispensá-lo como associado, até porque talvez não aceite uma posição de simples contratado como prestador de serviços autônomos ou como empregado.

Mais uma vez pondero a conveniência de um amplo diálogo, já que não adiantará esconder o sol com uma peneira. Não existindo esse colóquio, algum tempo mais tarde sobrará, apenas, um diálogo de surdos. E um contrato com cláusulas claras precisará vigorar entre as partes.

Outros detalhes merecerão prévia análise como, por exemplo, quais são as intenções básicas para o negócio; qual o tipo de atividade, se comercial, industrial, prestação de serviço e outras mais; cada pessoa tem reação própria ao trabalho que pretende desenvolver.

A expressão latina, affectio societatis, resume, de certo modo, esse sentimento de união, por significar que é o desejo de estarem os sócios juntos para a realização do objeto social (Fran Martins).

O que não é o bastante, como se deduz da coerência das respostas contidas na Sócio-Pesquisa, especialmente a um dos quesitos ligado ao TEMA em debate, Requisitos inerentes a um sócio.

Além, portanto, dos princípios gerais inerentes à personalidade de cada interessado, convido o leitor a meditar sobre as manifestações de empresários relacionadas ao quesito específico:

3) Quais são os requisitos necessários a um sócio?

Respostas:

– Ética, seriedade, conhecimento, relacionamento, muita vontade e situação social e financeira igual à sua.

Com o adendo: acrescida de muita, muita, muita conversa antes da formação da sociedade.

– Honestidade, confiança e trabalho.

– Trabalhar mais que o seu dever, almejar menos do que seu direito.

– O primeiro requisito de um sócio creio ser o caráter, pois somente haverá sucesso da sociedade se houver

lealdade e honestidade. Os demais, por ordem de grandeza, na minha opinião: a) dedicação exclusiva; b)

determinação e vontade de trabalho; c) desapego de vaidades; d) aperfeiçoamento constante;

e) compreensão, entendimento e amistosidade.

– Os requisitos seriam ter o mesmo objetivo, porém, estratégias diferentes pra consegui-los.

– Lealdade, respeito e amizade.

– Seriedade, lealdade e muito trabalho, e condição financeira compatível com o negócio. Com o adendo

(o que o sócio não deve fazer): Tudo aquilo que não contribui para o desenvolvimento da empresa e da

boa amizade entre os sócios.

– Ser competente, íntegro, ético, digno, tolerante, leal, honesto, sincero e transparente.

– Preparo, honestidade, lealdade e espírito de cooperação.

– Ter idoneidade/personalidade – Ter características diferentes da sua.

– Conhecimento, interesse e honestidade.

– Mesmo foco e mesma disposição, além de empatia e capacidade.

– Hombridade, confiabilidade e competência jogo aberto.

Profissionalismo, educação, cultura e outras qualidades em semelhantes condições à sua própria. A

diferença de características fatalmente leva a sociedade a conflitos. Entretanto, o profissionalismo é peça

fundamental.

– Educação, profissionalismo, honestidade.

– Honestidade, capacidade, humildade, vontade.

– Honestidade é obrigação... requisitos são: visão, interesse em progredir, trabalho, etc.

– É necessário que o papel do sócio seja bem definido, ou seja, quais as expectativas recíprocas entre os

integrantes do quadro societário. Ao exercer algum cargo, o sócio deverá preencher os requisitos básicos

para o mesmo, em termos de qualificação profissional e pessoal. Não basta ser competente, mas ter

equilíbrio emocional, bom senso e espírito de equipe.

– Lealdade, honestidade e ser de absoluta confiança.

– Inteligência, honestidade, capacidade de trabalho, vontade de realizar e progredir.

Algumas exposições levam em conta uma atividade específica, mas não desnaturam a essência, que é a busca das necessidades do pretendente a uma união de trabalho.

Várias opiniões mereceriam exame pela profundidade dos conceitos emitidos. Porém, uma delas é quase unânime, tanto naquelas para aqui transferidas, como na maioria das demais coletadas. É quando se referem ao requisito da lealdade, da honestidade.

Convém que a análise de uma pesquisa seja abrangente para se extrair uma conseqüência correta. E o estudo global da enquête demonstra que o requisito específico exigido não está somente sob a faceta maniqueísta de se tratar de furto ou roubo de dinheiro ou bens, visto que a honestidade, por definição, é uma virtude obrigatória.

O que vale, na verdade, de uma forma ampla, é a

HONESTIDADE DE PROPÓSITOS

Um exemplo. Sócio amigo é sócio confidente, a quem nos permitimos procurar também nos momentos de desabafo. É o ombro amigo, no qual é possível se apoiar sem risco de queda.

A lealdade de que falo é aquela certeza de que, ainda que o infortúnio acabe a sociedade – seja lá qual for o motivo – segredos íntimos trocados jamais serão revelados; esquecidas para sempre serão as conversas auriculares.

Isso me parece imprescindível estar impregnado, implicitamente, na estrutura moral de qualquer pessoa, ainda mais do parceiro, ainda que se torne um ex.

Conclusão óbvia. Até para o nonsence das guerras existem as Convenções de Genebra, série de acordos internacionais sobre tratamento mais humano para as suas vítimas.

O empresário é tão solitário que precisa desse conforto humano para abrir o seu coração e sua mente visando ao alívio psicológico, tão necessário quanto o suporte físico.

Quando não encontra esse suporte se fecha na solidão. O que é terrível para a cabeça e para o coração, em qualquer sentido que se entenda.

A aplicação do sócio à sua função, o respeito ao seu associado e tantas outras atuações examinadas neste livro se incluem no que chamo, repito, de honestidade de propósitos, com o que ele terá uma ótima companhia para satisfazer os seus anseios.

Terá o leitor algo a acrescentar?

RESUMO DO TEMA

REQUISITOS INERENTES A UM SÓCIO

Debate antes da assinatura do contrato

Diretrizes comuns devem ser estabelecidas

Affectio societatis é o desejo de pessoas estarem juntas num negócio, mas não suficiente

como efetiva união

A Sócio-Pesquisa traz os requisitos usualmente exigidos por quem procura uma sociedade

Entre as premissas é realçada a honestidade

O sentido completo, porém, é a existência da honestidade de propósitos de uma forma

ampla

------------------

Próxima edição:

Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 9 - 21/12/2011

- Vocação Individual do Sócio

Período de publicação: a partir de 21 de dezembro de 2011

 

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 8 - Requisitos Inerentes a um Sócio - Joomla