Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 2 - Apresentação - Método do trabalho

Imprimir
Categoria: E-book

APRESENTAÇÃO.

A intenção deste livro é homenagear as sociedades para negócio que deram certo e mostrar que o sucesso está aberto a todas.
É freqüente a lembrança da empresa de um irmão, de um tio ou de um amigo que faliu – (na linguagem usual, ainda que tenham apenas deixado de lado suas atividades) – por culpa deslavada de um dos sócios. Era um encrenqueiro, um acomodado ou um gastador.
Isso me faz lembrar a história das sogras: num bate-papo coletivo, especialmente entre genros ou noras, cada qual no seu grupo, no mínimo são umas megeras. Já numa pesquisa mais apurada ou pessoal, até que nem é assim: cooperam com as finanças do casal jovem, tomam conta dos netos e oferecem uma boa ajuda.
O mesmo se aplica às sociedades, já que muitas não atingem seus fins logo no nascedouro, outras definham mais adiante, porém, muitas delas progridem contra tudo e contra todos, com a força do trabalho e dedicação de seus donos. Estas últimas, todos se esquecem de enaltecê-las como bons exemplos.
Esta homenagem é, ao mesmo tempo, uma reflexão para aqueles associados que ainda não atingiram a perfeição coletiva e que gostariam de conhecer os bons caminhos e, assim também alcançar e propagar o lema:
MEU SÓCIO, MEU AMIGO - Como evitar atritos societários
Felicidade nessa compreensão é o que desejo com fervor.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

MÉTODO DO TRABALHO

Este livro tem, mais ou menos, trinta anos de concepção. É uma coletânea e análise de temas questionados em consultas de clientes, debates com empreendedores e executivos, estudo de casos ocorridos, queixas ouvidas, leitura, muita leitura, e bastante reflexão, já que serão expostas as interferências das mazelas humanas, contornáveis pelas pessoas inteligentes e vencedoras.

Estudo o comportamento entre sócios e administradores em geral. Através dos temas procuro abranger a generalidade das situações que os unem, ou que causam atritos nas sociedades para negócios. O resumo facilita a memorização de cada estudo, até para reflexão futura.
Os conceitos detalhados nem sempre se ajustam a todos, porque as divergências ocorrem por obra e arte dos indivíduos, complexos em suas estruturas emocionais.
Apesar de não ser usual, a exposição é feita, propositadamente, na primeira pessoa do singular – eu – pois refletirá a opinião do Autor atento às regras da Consultoria Pessoal ao Empresário, ou business coaching, cuja metodologia obriga sejam as orientações traçadas objetivamente, com consistência e sem titubeios.
Mostro como se deve cuidar do sócio para que ele permaneça como tal, sempre com carinho pelo que faz e dedicação ao trabalho, visando alcançar a verdadeira finalidade da sociedade, que é a obtenção de
LUCRO!
Como não se trata de meta insuperável, apresento sugestões para atingi-la.Nas citações restrinjo-me aos testemunhos que vieram a público, através de jornais, revistas, etc.* Já na hipótese de serem ocorrências sob meu controle, nomes serão omitidos para que não haja quebra do sigilo profissional.
Espero contradição às conclusões expostas, para enriquecimento deste trabalho pioneiro. Da mesma forma, exceções conhecidas do leitor auxiliarão outras reflexões.
Em diversas passagens farei referência à Sócio-Pesquisa, adiante explicada.
Conto com a compreensão do leitor quando analisar algo infeliz, muito semelhante ao que tenha ocorrido consigo mesmo; será pura coincidência e confirmação de que não é o único a sofrer neste mundo, algumas vezes, cão.
A leitura não precisa ser seqüencial, já que cada assunto tem autonomia própria pela sua particularidade.
O Resumo, após cada estudo, que nomeio tema, procura facilitar a memorização do conteúdo, até para reflexão futura.
Uma pequena nota para os executivos: as observações são integralmente apropriáveis para a condução de suas carreiras.
É que existe sempre o confronto de seu trabalho com os dos demais colegas de empresa.
Especialmente pelo fato de as emoções humanas – a inveja, o ciúme, a vaidade, a cobiça, e até o bom ou o mau humor – serem afeitos tanto aos sócios como aos demais dirigentes.
Caros executivos, gerentes ou administradores, reflitam sobre o examinado, aplicável que é a todo empresário, gênero do qual empreendedor e executivo são espécies.
Empreendedor ou fundador são palavras que utilizo para o sócio ou o acionista, donos do capital da sociedade.
----------------------------------------------------------
Próxima edição:
Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 3 - 21/10/2011
– A Consultoria Pessoal ao Empresário
– Sócio-Pesquisa
– Anexos
Período de publicação: a partir de 21 outubro de 2011
oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo




Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 Meu Sócio, Meu Amigo - Como Evitar Atritos Societários - 2 - Apresentação - Método do trabalho - Joomla