VENDEDOR – Por Cesar Henrique Frazão (*)

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos

Cesar Henrique Frazão (*)

 

Dependendo do ângulo que você olhe, o vendedor pode parecer muitas coisas, se não vejamos:

Para o Hoteleiro um bom freguês.

Para o patrão um malandro.

Para a mãe um sofredor.

Para a sogra um turista.

Para a esposa um eterno namorado deixando-a sempre saudosa.

Para o gerente um alfinete no Mapa de Zona de Vendas.

Para o supervisor uma cota a ser coberta.

Para o contador um custo a contabilizar.

Para o cliente um atuchador. (**)

Entretanto, ele precisa ter a resistência de Hércules, a Arte de Maquiavel, o Tato de um Diplomata, a Eloquência de um Orador, o Encanto de um Galanteador e a Agilidade de um Matemático.

Deve ser impermeável aos insultos e às queixas, à indiferença, à cólera, ao desprezo e aos efeitos dos aperitivos que toma em companhia de um cliente.

Tem que ser capaz de vender todos os dias, entreter alguns clientes, durante a noite, dirigir pela madrugada até a cidade mais próxima e estar em seu trabalho às 08h00min horas com a disposição de um atleta.

Tem que ser entendido de futebol e nos carteados, contar boas anedotas, ser homem de negócios, bem informado, agradável companheiro de mesa e atencioso, ouvinte de histórias tristes e anedotas pesadas.

Bem quisera que seus produtos fossem ainda melhores e mais bem aceitos, seus preços menores, sua comissão mais elevada, sua zona menor, seus concorrentes mais leais, sua mercadoria entregue a tempo, seu chefe simpático, sua propaganda mais eficiente e seus clientes mais humanos.

Entretanto ele é um realista, sabe que nada disso acontecerá, mas é otimista e de qualquer maneira realiza sua venda.

Viaja solitário em seu carro, ônibus, trens e táxis, sabendo que a solidão de um quarto triste de hotel é sua única companheira, frequentemente.

A cada dia carrega nos ombros o peso morto das vendas do mês que passou e a cota requerida para o mês seguinte.

Terminado o trabalho de rua, tem que enfrentar essa "Maldição de Vendedor": A Burocracia.

Apesar de tudo isso, não deseja ser outra coisa na vida e é ele mesmo o primeiro a proclamar...

SOU VENDEDOR!

(*) Cesar Henrique Frazão – Colega de Curso de Oratória - 13/janeiro/1999.

Muito orgulhoso de ser VENDEDOR, ofertou esse texto .

(**) N.do Portal: Atuchador, melhor “atochador” – Michaelis - sm. Aquele que atocha – Atochar - vtd – 2 – Encher em excesso – 4 – Entrar à força e ao certo em um lugar.

ooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 VENDEDOR – Por Cesar Henrique Frazão (*) - Joomla