Livro: DOENÇAS PULMONARES – VACINAS. Por Dr. Luiz Freitag (*)

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos



Prezados leitora e leitor.
O Portal do Sócio e da Sociedade volta a referenciar o livro
“como transformar a TERCEIRA IDADE na melhor idade”,
do Dr. Luiz Freitag, Médico Geriatra, especialista pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e Co-fundador da Seção São Paulo da mesma sociedade.
Tempos atrás foi publicado o capítulo referente a GRIPES E RESFRIADOS,
agora trazemos ao conhecimento dos leitores o texto que cuida das VACINAS.
Com a devida autorização do Dr. Luiz Freitag, o Portal do Sócio e da Sociedade reproduz mais um atual e interessante trecho do livro, em benefício dos seus leitores.





VACINAS

A projeção do IBGE para 2020 prevê cerca de trinta e dois milhões de pessoas com mais de sessenta e cinco anos no Brasil. Sabedor desse fato, o Ministério da Saúde vem propondo, desde 1995, a campanha anual de imunização para idosos, nos meses de outono, aplicando vacinas apro­priadas.

A gripe é uma infecção respiratória aguda, que já cau­sou mais mortes que as duas grandes guerras mundiais do século XX. Por ano, ainda 10% da população mundial é atin­gida pela gripe, caracterizada por febre repentina, indispo­sição, dores de cabeça e musculares, acompanhadas de tosse. Em geral, é uma infecção benigna, mas em idosos a resposta pode ser mais grave.

A vacina contra a gripe deve, obrigatoriamente, ser aplicada uma vez por ano em idosos residentes em institui­ções ou casas de saúde, onde a propagação é mais rápida pela inalação, devido ao contato próximo. A eficácia, nes­ses casos, é de 60%, sendo que se pode prevenir 80% da ocorrência de pneumonia.

Devem tomar a vacina todas as pessoas com sessenta anos ou mais, além daquelas que já apresentaram alguma moléstia pulmonar ou doenças crónicas, não importando a idade. Os médicos e outros profissionais de saúde, que tenham contato com pacientes de alto risco devem ser vacinados.

Não se indica a vacina a pessoas que apresentam hi-persensibilidade à proteína do ovo e às portadoras de mo­léstia grave ou febre não esclarecida.

A pneumonia é uma doença provocada por diversos pneumococos, que são bactérias causadoras, entre outras patologias, de meningite, sinusite e otite. A vacina contra pneumonia pode ser dada concomitantemente com a da gripe, mas pelo menos dois meses antes do inverno, para obtenção de altos níveis de anticorpos na época de junho-julho, quando as pessoas se encontram mais suscetíveis à doença. A repetição da vacina contra pneumonia é reco­mendada após cinco ou seis anos ou na data de aniversá­rio, principalmente nos residentes em casa de saúde ou por­tadores de transplante renal ou outros transplantes.

Entre as demais vacinas importantes, que independem de época, está a vacina contra o tétano, dirigida mais àque­les que residem ou, costumeiramente, vão a sítios ou fazen­das e andam com os pés no chão. É aplicada em três doses consecutivas, com intervalo de dois meses. A imunização é de dez anos. Podemos citar ainda as vacinas contra hepati­te, cólera (obrigatória para viajantes a determinados paí­ses) e febre amarela (em regiões endémicas).

Para complementar esta orientação, é preciso lembrar que resfriado comum não é gripe - na dúvida, é necessá­rio consultar o médico. É preciso lembrar que a automedicação com antibióticos ou outros produtos anun­ciados nos meios de comunicação podem mascarar os efei­tos da verdadeira gripe.
(pg. 138)

Livro: "como transformar a TERCEIRA IDADE na melhor idade" –
Copyright © Alaúde Editorial Ltda. – (11) 5572.9474/5579.6757

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 Livro: DOENÇAS PULMONARES – VACINAS. Por Dr. Luiz Freitag (*) - Joomla