FALAR EM PÚBLICO PARA SEU PÚBLICO – Parte A – Nívio Terra (*)

Imprimir
Categoria: Dicas e Fatos

             Empresária ou empresário, se ainda não teve oportunidade ou não precisou dirigir palavras para um conjunto de pessoas, saiba que isso, certamente, ocorrerá um dia!

Não estou torcendo para isso acontecer, considerando que, regra geral, as pessoas preferem ser esquecidas para se apresentarem em alguma oportunidade, seja de alegria, seja de tristeza.

Por outro lado, não é meu propósito, neste momento, ensinar ou aconselhar que a leitora ou o leitor vá procurar Curso de Oratória com  grandes mestres, tais como o Professor Reinaldo Polito, ou o Professor Clay Lopes ou, ainda, outro, desde que do mesmo e elevado nível. Nem, também, que procurem adquirir o excelente livro Moderno Curso de Oratória do Professor Admir Ramos, onde poderão encontrar vários Esquemas de Discursos, ótimos para bom aprendizado na área. Claro que todos esses caminhos, assim como outros, são indicados para transformar alguém em excelente orador, até preparado para fazer sucesso perante grandes plateias.

 

A minha intenção é, tão somente, mostrar que toda empresária ou empresário poderá quebrar o galho e se mostrar a seu público, levando-lhe a notícia, a informação necessária com a segurança de líder. O propósito, portanto, é demostrar que essa atitude poderá ser conseguida com atos fáceis de serem assimilados.

 

         Em primeiro lugar, lembro-me de uma trova, valendo como bom início de ensinamento, transmitida pelo companheiro, em Rotary, o especial amigo Eng. Antonio Soares Pereto que ouviu, certa ocasião, de palestrante, perito em oratória:

        

                            O orador deve subir na tribuna e:

                            - falar de pé para ser visto!

                            - falar forte para ser ouvido!

                            - falar pouco para ser aplaudido”.

 

         Creio que com tais requisitos até o novato poderá começar a se apresentar perante alguns ouvintes. Mas continuo com outras dicas, entre elas, a que costumava fornecer a estagiárias ou estagiários em meu escritório de advocacia.

 

         Existe conceito popular que o advogado deve falar bem em público! Isso, porém, não é totalmente a pura realidade. Sempre defendi a orientação de que o profissional do direito precisa, isso sim, escrever bem! O discurso público é mais necessário ao advogado que atua no Tribunal do Júri e em sustentações orais nas Cortes Judiciárias.

 

         Mas, como regra geral, é bom que todas as pessoas que tenham contato com o público se capacitem a se apresentem com alguma técnica. Daí o formato simples, quase que um tipo de começo de conversa, quando criei certa sistemática para introduzir os aludidos estagiários no mundo de Falar em Público para seu Público e que poderá ser utilizada, também, pela Empresária ou Empresário.

 

É como se fora uma receita onde os ingredientes são:

                           

                            - um gravador e seu respectivo microfone;

                            - um espelho que reflita o interessado;

                            - um texto a ser lido.

 

         O preparo: O interessado deve se postar frente ao espelho, com o texto em uma das mãos e o microfone na outra, ou preso na lapela do paletó ou na camisa. O gravador ligado.

A pessoa passará a ler o texto – nas primeiras vezes, no máximo umas 10/15 linhas – trocando o olhar do texto para o espelho e vice-versa – ATENÇÃO: O ESPELHO REPRESENTARÁ O PÚBLICO OUVINTE, isto é o chamado ‘pulo do gato’!

Terminada essa curta leitura, escutar o que foi gravado. Nas primeiras vezes, serão ouvidas barbaridades: “chi, me perdi; hum, ham, ummm, gaguejos...” um monte de erros.

Cuidado! deixe a janela fechada para evitar que os ingredientes sejam lançados fora. Raiva, sentimento de derrota de quem acha que jamais acertará... Tudo isso é normal.

Então, comece o Preparo novamente, sempre com o mesmo texto e idêntica análise.

O estudante verificará que a gravação fica cada vez melhor, inclusive porque partes do texto estão decoradas, percebendo, ainda, que seu reflexo no espelho melhora. Já não se balança tanto, a firmeza de sua posição corporal é mais nítida. Use alguns dias para esse trabalho, não queira nem precisa acertar tudo na primeira vez.

 

         Quando se sentir mais confiante nessa aulinha, tendo, inclusive, completado mais apresentações com a utilização de outros textos, convoque UM PÚBLICO representado pelos seus familiares ou amigos, pode ser uma, duas ou meia dúzia de pessoas, trocando, assim, o espelho por esse grupo e lhes faça a leitura de um texto, como se estivesse lendo o seu discurso. Recolha as impressões e críticas e volte ao preparo.

 

Considere, Empresária e Empresário desejosos de se aprontarem com eficácia para Falar em Público para o seu Público, que esta é a primeira lição, simples início. Continuarei a lhes indicar outros exercícios para seu estudo. Neste momento, porém, fico por aqui para que o primeiro treinamento sugerido possa ser executado com tranquilidade. Mas, leitora ou leitor, se quiser, através do Fale Conosco, apresente sua crítica ou dúvida. O Portal do Sócio e da Sociedade terá satisfação em ouvi-los. Voltarei em breve com o seguinte

              

                   FALAR EM PÚBLICO PARA SEU PÚBLICO – Parte B.

 

MUP (mais um pouquinho): se puder, envie cópia

para um seu amigo, o que agradeço.

 

(*) Nívio Terra – Advogado e Consultor Pessoal e

Organizador do Portal do Sócio e Sociedade.

Contato

Nívio Terra - Advogado de Negócios e Consultor Pessoal
nivio@PortaldoSocioedaSociedade.com.br
nivio@terracpe.com.br

Credite a fonte

O CONTEÚDO DO PORTAL DESPERTOU INTERESSE, COPIE, MAS CREDITE A FONTE. SUA ÉTICA SERÁ O FISCAL DESTE PEDIDO.
Copyright 2011 FALAR EM PÚBLICO PARA SEU PÚBLICO – Parte A – Nívio Terra (*) - Joomla